18 de outubro de 2017

106 anos, minha Mãe

Passam hoje 106 anos sobre a data do teu nascimento. Celebras hoje o teu aniversário comigo, mesmo que silenciosamente te tenhas ausentado há dez anos.


Gostaria de fazer as coisas como sempre fiz: de surpresa, sem aviso prévio. Ter combinado tudo sem te dizer nada e, a meio da manhã, aparecer-te para almoçar contigo. Levando comigo um ramo de flores e um bolo de anos, ignorando que, neste dia, desafiasses a diabetes com que conviveste largos anos. Afinal um dia não são dias e nunca deixaste de ser um bocado lambareira, apesar dela.


Assim quero deixar este marco anual, para assinalar a data. Como se dobrasse o Cabo da Boa Esperança e, com isso, o caminho do futuro se nos abrisse por diante. Porque nunca deixei de o percorrer e de acreditar que, aqui e agora, sou mais do que eu. Sou eu e a tua presença constante, e vamos juntos!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial